Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘havaiana de pau (day life)’ Category

Vocês já devem ter notado, mas estamos tendo um problema de frequência por aqui. Seria educado dizer que estou sem tempo ou sem assunto, mas não seria verdade.

Atualizo dois perfis no instagram, dois no facebook, twitter, youtube, linkedin, pinterest, anywhere, só que, na maioria deles, eu preciso bancar a boa moça porque, veja só, os perfis levam o meu nome e sobrenome. Não sei de que pântano lodoso eu tirei essa ideia. Observe que até este blog leva o meu nome e sobrenome – a caipora em pessoa deve ter me dado essa sugestão em 2005. Pois é, mas eu não queria ter que ficar fazendo a Sandy por aqui também. Às vezes, penso em transferir este conteúdo para um domínio desconhecido só para evitar a fadiga, especialmente depois desta temporada de intempéries – práticas, sociais, policiais – pois me dá aflição pensar que tudo o que eu disser pode ser usado contra mim num tribunal. Metafórico ou não. Especialmente os metafóricos.

Na época de Geisel, os jornais publicavam receitas de bolo no lugar das matérias que eram censuradas. Geisel já morreu e eu não entendo muito sobre bolos, mas ando lendo coisas bonitas que ainda posso compartilhar por aqui sem maiores consequências. Fotos. Resenhas. Textos meus antigos. Piadas que vão fazer sentido para duas ou três pessoas no mundo e pode ser que você seja uma delas.

Patinando em gelo fino, seguiremos mais sem linha editorial do que nunca. Prometo não incorrer no script da mamãe blogueira ou blogueira das dicas – eu me sentiria promovendo algum tipo de serviço de utilidade pública e qualquer vocação para ser útil e prestativa apenas não. me. apetece.

E obrigada pelas mensagens. Devo dizer que, no meu feed, também aparecem as postagens dos blogs de vocês. As do ano passado foram ontológicas. Adorei assistir ao fim do mundo daqui do wordpress.

O estabelecimento agradece a preferência. Não sei como terminar este post, obrigada a todos, é isso, voltem sempre.

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

Estava procurando uma tirinha do bode gaiato na internet fui clicando em tudo comprei um bode de Petrolina por 500 reais sem querer estou tentando cancelar socorro

Read Full Post »

Uma vida resumida em:

– Senhora, identificamos na sua fatura uma compra de 700 reais de pizza e 500 reais de sorvete feitas ontem no município de Trancoso, às 22h, a senhora reconhece essa compra?

– INFELIZMENTE, não.

Read Full Post »

– Filha, jogue isso fora.
– Tá bom.
– Por que não jogou dentro do lixo?
– É pra jogar dentro ou jogar fora, mamãe?

.

.

.

Read Full Post »

Read Full Post »

Todas as vezes em que passei sob os arcos do Terreiro do Paço, eu pensei comigo: pisar aqui é um privilégio. Mesmo passando ali todos os dias. Fosse voltando do trabalho ou indo à padaria, mesmo na mais rasteira e desinteressante das rotinas, quando o inverno era cinza e o pão menos farto e eu me sentia mais sozinha que aquela estátua no meio da praça, eu enxergava a grandeza daquela oportunidade. Eu sabia que ali, naquele momento, eu era uma privilegiada.

O Terreiro do Paço é uma das coisas mais bonitas que eu já vi na vida.

Hoje, meus caminhos são os mais desimportantes da minha cidade. Mas tenho vivido um outro tipo de privilégio, um benefício delicado. De noite, olhando a janela, baixo os olhos, agradecida. Reconheço quando estou vivendo uma grande oportunidade.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: